Postagens

Insigth: Viver

Imagem
Olho para trás e percebo que aqueles acontecimentos dolorosos que eu queria apagar da memória contribuíram para o meu crescimento. As vivências das quais me arrependi, querendo arrancar da minha memória, também foram necessárias neste processo de maturação. Hoje, posso olhar para trás e perceber que, apesar dos erros, acertos, tropeções, risos, choros, atitudes impulsivas e mesmo outras bem pensadas, o que importa é que eu vivi e continuei vivendo, procurando sempre melhorar-me enquanto humano. Por isso, hoje, entendo que a questão não é quanto tempo você viveu, mas como você viveu no tempo que teve. As pessoas que você marcou e aquelas que marcaram você. É importante refletir sobre as quedas, mas o realmente importante é como nos levantamos. Penso que se pudesse viveria tudo de novo, mas com a consciência que tenho hoje, isto sim, iria fazer grande diferença. Melhorar aqui e ali. Evitar outras muitas coisas e caminhar mais leve, não permitindo que as palavras mal ditas tivessem as fo…

Simplicidade

Imagem
Ama a simplicidade Ama a vida Ama a poesia Ama as coisas que dão alegria Ama a natureza e a reverência pela vida Ama os mistérios Ama Deus. (Rubem Alves)
Cada vez mais em nossos dias aumenta a paixão pelos bens materiais. Afinal de contas, bens simbolizam status e lamentavelmente na maioria das vezes somos definidos e valorizados pelo que temos e não pelo que somos. Para muitos a vida ideal está no acúmulo de bens e o que predomina é aquela frase: “quanto mais melhor”. Então, vivemos esse frenesi, um ativismo intenso, uma verdadeira corrida de ratos para conquistarmos e acumularmos cada vez mais. Corremos, corremos, mas não estamos satisfeitos, queremos sempre mais e para realizarmos esse desejo vivemos uma acirrada competição fora e muitas vezes dentro de casa também. Viver assim não é apenas  angustiante como também gera uma grande ansiedade e parece não haver fim para isto. Penso que a solução para isto é um retorno à simplicidade, pois ela nos liberta dessa obsessão e nos traz equilíbrio, …

Perdoar Para Manter a União

Imagem
Cada vez mais em nossos dias a relação a dois parece está ficando complicada e difícil de ser mantida. Aqueles antigos casamentos em que se comemoravam 40, 50 anos juntos está cada vez mais raro. Haja vista que chegar aos 7 anos de casado, tempo da suposta primeira crise, já é um grande desafio em nossa sociedade. Se realmente existe uma razão pela qual os divórcios acontecem é sem dúvida a falta de perdão, ou nas palavras de Jesus: “A dureza de coração”. Quantos desentendimentos seriam resolvidos se de fato cada um de nós enxergasse que ninguém é pior nem melhor, logo, do mesmo modo que quero ser perdoado preciso perdoar. A fórmula que Jesus Cristo de Nazaré nos deixa é 70 x 7, ou seja, 490 vezes para cada pessoa todo dia, esta foi a aula de perdão que Ele deu a Pedro. Certa vez me encontrei com um casal de idosos caminhando no calçadão da praia de Boa Viagem (Recife-PE). Não resisti e fui conversar com eles, pedi licença, me apresentei e falei do quanto estava encantado e admirado co…

Ano Novo a Gente Faz!

Imagem
Um ano novo e feliz nós que fazemos (construímos). Não teremos um ano novo se continuarmos com velhos hábitos. Se queremos diferentes resultados precisamos ter diferentes atitudes! Feliz seremos quando a felicidade deixar de ser produto consumido, obtido, desejado... E passar a ser algo real em nós, vivido e desfrutado independente das circunstâncias. Ser feliz deve ser uma escolha! O surpreendente é que ela está nas coisas singelas e sutis da vida, em simplesmomentos vividos intensa e responsavelmente. Queremos realmente um ano novo? Sejamos novos, nos reinventemos, ou que tal descobrir-nos e permitir-nos ser nós mesmos sem máscaras. Vivendo, sendo, desfrutando e amando a vida.
Sendo assim, valorizemos cada instante e as coisas simples do dia a dia, pois assim nos perceberemos na vida, atentando para tudo que existe ao nosso redor: pássaros cantam, vento nos acariciam, crianças sorriem, pessoas carentes, idosos maltratados, etc. Diante desta constatação o que faremos? Lamentar, chorar, …

Identidade na diferença

Imagem
Eu? Como assim eu? Se nem sei exatamente o que sou. Tornei-me isso que, dia após dia, muda e não sei o que serei, pois, ainda estou sendo uma metamorfose incessável. Este ser que diz, eu, é o mesmo que diz fui. Isto mesmo! Olhando para trás vejo que fui alguém que não sou mais, mas era eu lá, e sou eu aqui, mas o ser de hoje não esteve lá, pois, é fruto, produto de tudo que vivenciei no decorrer dos anos. O ser de ontem também dizia: "eu sou assim". No entanto, hoje me vejo de outro modo e percebo que não era daquele jeito, assim como não sou hoje o que serei amanhã. Então, o que sou eu afinal? Algo que transcorre e escorre no tempo? Sou ou que estou sendo? Eu sou o que foi aprimorado no tempo? Esse ser que abre a boca e diz, eu sou, é tão relativo que uma simples relação com pessoas diversas gera uma mudança no que se diz ser, passando a ser produto da influência relacional. Sendo assim, o eu de hoje, mais adiante, será outro e não mais o que se é. Se digo que sou, já estou…

Insight: Respeito.

Imagem
Respeitar as diferenças vendo o que nos une, é um desafio entre cristãos dos nossos dias. Parece que o tempo todo colocamos nossa denominação (confissão de fé, sistema doutrinário, ordem de culto...) acima dos ensinos do próprio Jesus ("amai uns aos outros"). Não conseguimos ver aquilo que nos une como algo muito maior que as nossas diferenças. 
Criar um ambiente harmonioso e acolhedor visando o bem comum é necessário para uma caminhada de comunhão na verticalidade e na horizontalidade. Afinal, nossa união com o Eterno se expressa em nossa união com nosso semelhante (com gente - demonstramos que amamos ao Pai amando os nossos semelhantes).
Amar os iguais e rejeitar os diferentes não é ensinamento do nosso Mestre. Todos somos especiais para o Pai!
Ao mesmo tempo que somos diferentes, como uma peça de quebra cabeça, juntos nós expressamos a graça do Pai no encontro comunitário (o reunir-se como Igreja).
Criticar os outros querendo transformar o outro em tudo aquilo que defendemos …

Insight: Tempo.

Imagem
O que é o tempo? Lembro do meu professor de filosofia fazendo esta pergunta, provocando a reflexão em cada um de nós (os alunos). O tempo é um conjunto de momentos vividos no agora, aparenta ser relativo em muitas situações, pois se sofremos, o tempo parece não passar, para as crianças o tempo parece demorar, para adultos o tempo "voa", em momentos de alegria, o tempo parece ser tão curto. Se entender o nosso tempo é tão complexo, como queremos entender o tempo do Eterno? Não conseguimos entender o tempo de dEle, de suas ações ou mesmo seu tempo de silêncio. Parece que ficamos o tempo todo querendo entender e teorizar o tempo que nem se quer vivemos os momentos. Ainda não aprendemos que cada coisa tem seu tempo, principalmente nós, seres humanos. Vamos viver cada momento sabendo que são únicos, por isto, vamos viver de modo responsável. Tudo acontecerá naturalmente sem neuroses, sem loucuras, exercitemos a paciência, tranquilizemos a alma, pois tudo tem seu tempo, hora e mom…